Curso Objetivo

Login ou senha incorretos
0800 77 00 189                  

1ª fase Unesp 2023: gabarito oficial e comentários da prova


16/11/2022
Universidade Estadual Paulista

A prova da Unesp apresentou diversas questões interdiciplinares

A Universidade Estadual Paulista (Unesp) aplicou ontem, 15 de novembro, as provas da primeira fase do Vestibular 2023. A Universidade já divulgou a prova e gabarito do exame, confira:

Gabarito oficial Unesp 2023

De acordo com Anderson Rodrigues, diretor pedagógico do Oficina do Estudante, o exame foi bastante conceitual, trazendo questões interdisciplinares, equilibradas com algumas questões difíceis. 

Confira abaixo os comentários dos professores do Oficina do Estudante sobre cada uma das provas da 1° fase do Vestibular Unesp 2023

Prova de Português

Liliane Negrão afirma que a prova de Língua Portuguesa esteve dentro do padrão já esperado. As questões de Literatura estavam mais relacionadas à interpretação dos excertos textuais do que à historiografia literária em si. 

Houve ênfase em perguntas relacionadas ao texto de Mia Couto e de sua ligação com a escrita literária brasileira.

Foram cobrados exercícios de conhecimentos gramaticais como a classificação morfológica de palavras, a identificação do “se” em sua função de partícula apassivadora ou ainda a explicação para o uso de vírgula.

A questão 7 fala da partícula apassivadora “se”, algo bem específico de gramática e que não costuma ser cobrado em provas.
Liliane Negrão

Prova de Humanidades

A prova trouxe questões com enunciados e alternativas claras e coerentes. De acordo com o professor Henrique Morele, entre os conteúdos prevaleceram temas clássicos como Direitos Civis, Filosofia, Grécia Antiga, Contratualismo Político e  Feminismo.

Além disso, a prova trouxe temas pontuais como o mecanicismo cartesiano e a discussão do real e do virtual.

Para o professor Silvio Sawaya, a questão 59 foi a mais difícil da área. O enunciado trouxe trecho da música de Gabriel O Pensador, que aborda um indivíduo em situação de vulnerabilidade social, que afirma que, embora não tenha nome, sente fome. 

Trata-se de uma situação que, em geral, caracterizamos como um estado de invisibilidade social. A alternativa correta da questão, "anulação da subjetividade", estava muito vaga, tendo que forçar sua relação com o texto.
- Silvio Sawaya

Prova de Geografia

 

A prova de geografia seguiu o padrão de questões claras e coerentes, porém com nível médio a difícil. O caderno trouxe linguagens não escritas, como mapas e tabelas. O professor Daniel Simões ainda destaca que algumas questões exigiram a presença de questões com conhecimentos de atualidade.

Prova de História

Para o professor Felipe Melo, a prova de história trouxe temas tradicionais. Algumas questões exigiam do candidato conhecimento sobre o conteúdo, pois não havia texto de apoio. O nível do exame foi médio, com algumas questões com um grau de dificuldade mais elevado e outras menor complexidade.

A questão 48 é mal formulada, pois não há um texto de apoio que ampare o aluno, além disso, a resposta correta traz uma percepção ampla para explicar o processo de imigração no Brasil, ao apontar a independência como um fator definitivo como justificativa para a vinda de imigrantes
- Daniel Simões

Prova de Biologia

A prova foi bem elaborada, mesclando grandes áreas de biologia, sem grandes dificuldades, porém exigindo uma leitura atenta para responder de maneira assertiva os vários conteúdos dentro de uma mesma questão. O comentário é do professor André Bourg

Prova de Matemática

A prova teve o padrão Unesp, com bastante contextualização e nível de dificuldade menor com relação a edição do último ano. O professor Mário Fernandes destaca as questões interdisciplinares, com inglês e física. 

Na minha opinião a questão mais difícil foi a 87. Uma vez que mistura conceitos de Geometria Plana (triângulo retângulo) com conceitos de Cinética Escalas (equação de Torricelli).
- Mario Fernandes

Prova de Física

Para o professor Márcio Santos Miranda, a prova foi equilibrada com relação a distribuição de conteúdo, trazendo questões de cinemática, ondulatória, óptica geométrica e eletrodinâmica. A interdisciplinaridade também esteve presente na prova de física. 

Prova de Química

A prova de química da Unesp foi dentro do esperado, cobrando assuntos como oxirredução, estequiometria, gases e equilíbrio iônico. Para a professora Tathiana Guizelini, houve questões com perguntas claras e objetivas, envolvendo interdisciplinaridade com física em 2 questões. A questão 72 exigiu mais etapas de cálculos, conversão de unidade além de ser interdisciplinar com física.

Fonte: UOL Vestibular